sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Erro!


Pagina oficial:https://www.facebook.com/erromusic site:http://www.myspace.com/erromusic
O Erro! começa por volta de 2000/2001 enquanto projecto a solo de João Palma que no final dos anos 80, início dos 90 tocou guitarra e baixo em várias bandas (Ocaso Épico, Zao Ten, Profilaxia, Feijão Freud).
Depois de alguns anos parado, começam a ser feitas algumas músicas sozinho em casa e o erro! arranca como sendo um projecto electrónico, instrumental.
Em 2002 são seleccionados pelas revistas Computer Music e Future Music 2 temas entre as melhores maquetes dos leitores e editados nos cds que acompanham a revista, isso é um bom incentivo.
Depois surge a necessidade de meter texto nas músicas e deixam de ser instrumentais.
No início de 2003 uma maquete vai parar às mãos do Adolfo Luxúria Canibal que está nessa altura a arrancar com a editora Cobra e surge o convite para editar um disco.
Vários problemas fazem com que a edição se atrase mas em 2006 "isto é o quê, mãe?" está à venda. No disco, para além da electrónica e da voz são adicionadas algumas pistas de guitarra.
Durante a promoção do disco surge um convite para fazer uma apresentação ao vivo no programa do António Sérgio (rádio comercial) e o computador fica em casa, a apresentação é feita só com guitarra, baseada em loops.
A partir daqui o software musical é esquecido e todos os novos temas que se vão fazendo são baseados neste formato, já a pensar em apresentações ao vivo.
Depois surge um convite por parte da Dagaz-Music para fazer a primeira parte da banda italiana Spiritual Front e é convidado um segundo guitarrista (João Pedro Almeida) para integrar o projecto ao vivo.
Depois vieram os showcases nas fnacs, um concerto no Lounge em Lisboa e mais uma série deles por toda a parte.
São ainda incluídos 2 temas na compilação "Acorda".
Seguiram-se vários concertos, no Lounge, integrado no Festival "quintautores", no Teatro Campo Alegre do Porto em tributo a Jeff Buckley e muitos outros.
Passou também pelo projecto a cantora e actriz Sara Belo mas apenas participou em 2 concertos (Crew Hassan e Espaço, ambos em Lisboa no mês de Abril).
De referir também a colaboração do guitarrista Luís Costa no tema "I won't dress funny anymore", esse tema foi utilizado como banda sonora dum video realizado pelo arquitecto Rui Pereira que venceu um concurso de ideias promovido pela revista Arquitectura e Vida / whisky Grant's.
Em 2006 foi ainda feito o projecto Azulejos em parceria com o guitarrista Frederico Carvalho, foram musicados 8 textos de Mário de Sá-Carneiro para o programa da RUC "Livro de Cabeceira".
Os tempos que se seguem são passados neste formato a dois, havendo mesmo alguns concertos em formato acústico.
Em 2010 é editado um tema (the double life of Jeremy Bentham) em colaboração com o projecto de Hong Kong A.O.S. na compilação T(h)ree, uma obra que promove colaborações entre artistas de Portugal, Hong Kong e Macau.
É também em 2010 que entra um novo elemento, João Afonso toca agora bateria, João Pedro Almeida continua na guitarra e João Palma passa para o baixo, tendo sido a estreia ao vivo deste trio de Joões em Maio, no Open Day da Lx Factory, a convite da cantar de Galo.
Já com esta nova formação é gravado um novo disco, "três", e a banda participa em concurso, sendo uma das 6 bandas seleccionadas para ir tocar ao palco JN de Paredes de Coura.

Três

Sem comentários:

Publicar um comentário