segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Noiserv

Pagina oficial:https://www.facebook.com/noiserv
Criado em meados de 2005, Noiserv tem vindo a afirmar-se como um dos mais criativos e estimulantes projectos musicais, de entre os surgidos em Portugal na última década. O seu percurso tem sido marcado pela criação de peças musicais capazes de atingir cada individuo na sua intimidade, relembrando-lhe vivências, momentos e memórias intrincadas entre a realidade e o sonho.
Depois de um EP de 3 músicas, editado em 2005 pela já extinta Merzbau, é em 2008 com o longa-duração “One Hundred Miles from Thoughtlessness” que David Santos a.k.a. Noiserv vê a sua música chegar ao grande público e à imprensa.
Num longo ano de 2009, noiserv percorreu todo o País em concertos e sucederam-se também as aparições em palcos estrangeiros, nomeadamente Alemanha, Áustria, Inglaterra, Escócia, culminando na edição de um single (7”) “Bullets on Parade” pela editora escocesa Autumn Ferment Records.
No início de 2010 noiserv edita um novo registo, o EP "A day in the day of the days", segundo o músico “a banda-sonora para um dia dos nossos dias”. Uma extensa tourné por todo o País e a estreia em alguns palcos internacionais como Eslovénia, Suécia, Bélgica, França, fizeram de 2010 um ano repleto de concertos. Em Novembro deste mesmo ano conclui a sua participação na banda sonora do Documentário "José&Pilar", sobre José Saramago, com 14 temas originais, incluindo o seu primeiro tema em português “Palco do Tempo”.
O início de 2011 é marcado pela edição de um novo single, “Mr. Carousel”, estreando a editora LebensStrasse Records. O ladoB deste 7” ficou a cargo da talentosa Julianna Barwick ao revisitar o tema “Melody Pops” numa versão muito própria. Em abril do mesmo ano, noiserv edita em conjunto os seus dois primeiros discos, edição essa que acaba de esgotar a sua 4ª tiragem. Seguiram-se uma série de concertos e de colaborações, a destacar a participação no disco de Sérgio Godinho, Mútuo Consentimento, no tema “Vida Sobresselente”, e o disco editado pelo sexteto You Can't Win, Charlie Brown, do qual o músico também faz parte.
Já em 2012, convém destacar a presença no festival Eurosonic na Holanda, no festival Literário de Macau, a colaboração com o realizador Marco Martins no projecto “Estaleiros de Viana”, e o início de um trabalho em Teatro/dança/música com o Coreógrafo Rui Horta.

2013

2011


2011


2010

Sem comentários:

Publicar um comentário