domingo, 21 de julho de 2013

BIRDS

Pagina oficial:https://www.facebook.com/birdshc
"BIRDS"Uma das bandas portuguesas que talvez são dos poucos nomes com carisma e atitude (pelo menos no som que mostram) que conseguem fazer frente também com aquilo que mais está em voga lá por fora..
Falamos de uma banda jovem já com vontade de percorrer os espinhosos caminhos geralmente associados aos Dark-Core onde a violencia sonora assume as redeas e se funde em algo que anda ali perdido entre o Post-Hardcore, o Crust, o Sludge e algo meio sulista, o resultado é bem intenso e a voz mesmo sendo um pouco basica consegue ser agreste o suficiente para agarrar pelos colarinhos a excelente parte instrumental.
1.Quem são os BIRDS e porque decidiram juntar-se para tocar juntos?
-Eu (Adolfo), a Ana e o Luís já nos conhecemos e tocamos juntos há vários anos com o nosso antigo baixista, João Nuno e sempre tivemos intenção de formar uma banda. No Verão de 2011 decidimos tentar um projecto sério, que fosse de encontro com a sonoridade das bandas que mais nos influenciam mas com um tom de originalidade, um tom de hardcore negro e caótico que não nos deixasse cair em apenas ''mais uma banda de hardcore'', lançando assim a nossa demo em Dezembro de 2012, praticamente um ano depois de termos começado a dar concertos. Birds neste momento são :Pedro Mendes Bass Player, Adolfo de Oliveira Baterista,Luís Torres Vocals,Ana Monteiro Guitarrista
 2.Quais diriam ser as vossas principais influências?
-Apesar de cada membro ter as suas preferências individuais, posso identificar bandas como Converge, Oathbreaker, Dead Swans, Grieved, Gold Kids, Rise and Fall, Code Orange Kids, Birds in Row, A Thousand Words ou até The Devil Wears Prada (nos seus álbuns iniciais) como as principais modeladoras da música que actualmente tocamos.
3.O que podemos esperar de um concerto vosso?
-Tentamos impor energia, emoção e caos, mas obviamente que isso não depende apenas de nós.
4.Qual é a principal temática das vossas músicas?
-Infelizmente vamos ao encontro do que nos é mais fácil, sentimentos negativos de revolta contra o egoísmo e o egocentrismo humano assim como a falta de respeito e compreensão para com os outros passando por sentimentos internos como a melancolia e a saudade.
5. O que reserva o futuro para os BIRDS?
-Num futuro próximo esperamos tocar com o maior número de bandas e no maior número de sítios possível. Até ao fim do ano esperamos ter também novo material gravado, não podendo ainda revelar o que temos planeado.
6.Que balanço fazem da cena musical na vossa zona?
-Eu gosto de considerar Pombal como a zona mais inconstante do País. Alguém que organize um concerto nunca sabe o que pode esperar, mas diria que a média de pagantes ronda os 40/50 (embora muitos sejam de fora), o que até nem é mau para uma cidade pequena. Na minha opinião pessoal creio que a cena morreu muito quando My Cubic Emotion fez um hiatus com cerca de 2 anos para a gravação do álbum e se perdeu muito do público que era usual ir a concertos.
7.Palavras finais...
-Ouçam música, descubram bandas novas, marquem um concerto na vossa cidade, divirtam-se. Não se iludam com o que vos dizem, confiem em vocês mesmos.

Demo/2012

Sem comentários:

Publicar um comentário